Top top: Adaptações de livros para o cinema


A literatura sempre foi fonte de inspiração para outras formas artísticas, mas em nenhuma outra sua influência aparece de maneira mais nítida como na chamada sétima arte. O cinema e a literatura tem em comum o ato de narrar histórias e, com isso, nos apresentar novos mundos e perspectivas. Não é, portanto, estranho, que muitas vezes livros maravilhosos tenham sido adaptados e transformados também em filmes de sucesso. Nesta lista buscamos reunir alguns filmes adaptados de livros que consideramos excepcionais, tanto por fazerem jus a narrativa do livro do qual se originaram quanto por utilizarem de maneira primorosa os recursos específicos da cinematografia, além de contarem com um elenco talentoso, boas performances e diretores competentes.


Atenção: esse texto contém spoilers dos filmes adaptados de livros aqui listados! Recomenda-se cuidado ao ler!


 1º A Lista de Schindler
A adaptação cinematográfica feita pelo diretor Steven Spielberg do livro de mesmo nome, escrito pelo autor Thomas Keneally e publicado em 1982, é simplesmente deslumbrante. Muitíssimo fiel aos relatos do livro, que foi escrito a partir de entrevistas que o autor fez com os sobreviventes do holocausto salvos por Schindler, o filme conquistou nada mais nada menos do que 7 Oscars, inclusive o de Melhor Filme em 1993. Vale também apontar para excelente direção de arte e fotografia do filme, que, aliás, também foram agraciadas com um Oscar cada. O filme também conta com as belíssimas interpretações de Liam Neeson, no papel de Oscar Schindler, Ben Kingsley, no papel de Itzhak Stern, e Ralph Fiennes, no papel do sádico oficial nazista Amon Göth.

2º Trilogia Senhor dos Anéis
O diretor Peter Jackson conseguiu como ninguém materializar em seus filmes toda a beleza da Terra Média.  Em sua trilogia pudemos acompanhar não só os personagens, mas também as paisagens criadas por J. R. R. Tolkien ganharem vida, em uma versão cinematográfica de um dos maiores clássicos da literatura fantástica.  Com um total de 17 Oscars ganhos, incluindo um de Melhor Filme e de Melhor Diretor para o filme O Retorno do Rei, trata-se de uma trilogia de altíssima qualidade e sem dúvida obrigatória para qualquer fã de Tolkien e de fantasia.

3º O Leitor
Contando a historia de um polêmico relacionamento amoroso entre um jovem de 15 anos e uma mulher madura de 36 na Alemanha do pós-guerra, esta adaptação do livro do escritor alemão Benhard Schlink dirigida por Stephen Daldry é profundamente artística e delicada. O filme trabalha com primor as questões morais abordadas pelo livro, sem cair no melodrama. O Leitor recebeu também o Oscar de Melhor Atriz em 2008, pela intepretação da personagem Hanna Schmidt feita pela atriz Kate Winslet, que neste filme fez uma das melhores performances de sua carreira.

4º Orgulho e Preconceito
Dirigido por Joe Wright e contando com os atores Keira Knightley e Matthew MacFadyen para viver os icônicos Liz Bennet e Mr. Darcy, esta adaptação feita em 2006 do clássico da escritora inglesa Jane Austen conseguiu levar para as telas todo o romantismo e todo o charme presentes na trama do livro.  Com cenários e um figurino deslumbrantes o filme é capaz de nos transportar para a Inglaterra georgiana, época na qual se passa o romance de Austen. E, embora os diálogos do filme não sejam sempre fieis ao livro, eles mantêm  sem qualquer dificuldade o espírito sagaz presente na narrativa da escritora.

5º Farenheit 451
Este filme de 1966 dirigido pelo famoso cineasta francês François Truffaut trás para as telas uma adaptação muito cuidadosa do clássico da ficção científica de mesmo nome, escrito por Ray Bradbury. Contando com poucos efeitos especiais, mas se aprofundando nas questões mais complexas da trama em si, o filme mostra com primor a sociedade distópica criada por Bradbury, na qual os livros são proibidos e os bombeiros têm como objetivo não apagar incêndios, mas sim queimar os poucos livros que ainda restam.

6º Série Harry Potter
Com oito filmes, quatro diretores e o posto de série cinematográfica de maior bilheteria de todos os tempos, esta adaptação romances da escritora inglesa J.K. Rowling definitivamente marcou toda uma geração, transpondo para as telas toda a magia de Hogwarts. Nela podemos acompanhar todo o desenvolvimento e amadurecimento dos personagens de Rowling e sua emocionante luta contra o mal, simbolizado pela figura soturna de Lorde Voldemort. Sem contar que o elenco dos filmes reúne excelentes atores, tais como Maggie Smith (professora Minerva McGonagal), Alan Rickman (professor Severus Snape), Richard Harris (o diretor Albus Dumbledore, nos dois primeiros filmes da série), dentre outros.

7º Entrevista com o vampiro
Este filme de 1994 dirigido por Neil Jordan é uma adaptação muito meticulosa do romance homônimo da escritora americana Anne Rice. O filme, assim como o livro, conta a historia de Louis de Pointe du Lac, jovem proprietário de terras na Lousiana do século 18 que é transformado em um vampiro pelo misterioso Lestat de Lioncourt e como sua vida se desenvolve desde então, até os finais do século 20. Com um elenco que conta com atores excelentes como Tom Cruise, Brad Pitt e Antônio Banderas, o filme é um clássico para todos aqueles que gostam de boas histórias de vampiros.

8º Coração de tinta
Lançado em 2008, o filme dirigido por Iain Sofley contou com o envolvimento da própria Cornelia Funke durante sua produção. Apesar de não ter sido bem recebido pela crítica, sob a alegação de não ser uma adaptação à altura do livro, é um filme que vale a pena assistir. A essência da história e os personagens pelos quais nos apaixonamos durante a leitura estão todos ali. Eliza Bennett faz um excelente trabalho como a protagonista Meggie e Paul Bettany rouba a cena como Dedo Empoeirado. Capricórnio, o vilão, é vivido por ninguém menos que o fantástico Andy Serkis, que parece mesmo ter saído direto das páginas do livro para a tela.

9º Drácula, de Bram Stocker
Outro clássico vampiresco pousou aqui em nossa lista, com esta adaptação do clássico de Bram Stocker dirigida por Francis Ford Coppola. Embora se afaste um bom tanto do livro em sua apresentação do Drácula como um personagem agradável e invista de forma muito mais profunda no romance entre Drácula e Mina Murray do que o livro, este filme é visualmente impecável e mantém o clima sombrio da história original.  O elenco também foi muito bem escolhido, contando com atores excelentes como Anthony Hopkins como o Professor Van Helsing, Gary Oldman como Drácula e Winona Ryder como Mina Murray. Como curiosidade, o filme também ganhou três Oscars, dentre eles o de Melhor Figurino.

10º O nome da rosa
Dirigido por Jean-Jacques Annaud, este filme de 1986 é uma adaptação do romance de mesmo nome do escritor italiano Umberto Eco. Trata-se de uma trama de investigação que se passa no século XIV, dentro de um mosteiro beneditino.  Neste mosteiro uma série de assassinatos misteriosos coloca os monges em estado de alerta, temendo por suas vidas. Enquanto alguns monges desconfiam que o mosteiro esteja sendo alvo de uma interferência demoníaca, outros suspeitam que as mortes não passem de atos cometidos por mãos humanas. É chamado então ao mosteiro o perspicaz monge franciscano William de Baskerville, que, juntamente com seu aprendiz Adso von Melk, vão investigar os misteriosos assassinatos.  O filme possui um elenco primoroso, que conta com nomes como Sean Connery (William de Baskerville) e Christian Slater (Adso von Melk), além de ser muitíssimo fiel a trama do livro e de apresentar detalhadamente o modo de vida e a mentalidade do século XIV. Uma curiosidade do filme são iluminuras apresentadas em algumas de suas cenas, que foram feitas sob encomenda e com técnicas medievais, em um dos pouquíssimos mosteiros em que esta forma de arte permanece sendo praticada.

11º A menina que roubava livros
Dirigido por Brian Percival e com roteiro de Michael Petroni, A menina que roubava livros é uma das melhores adaptações literárias já feitas para o cinema. A história de Liesel, interpretada com maestria pela jovem Sophie Nélisse, funciona como um fio condutor para que possamos saber mais sobre a vida do povo alemão durante o governo nazista. O filme torna palpável a realidade que, durante a leitura do livro, apenas se insinua na mente do leitor. A reconstituição histórica do modo de vida daquela época é muito bem feita.

2 comentários:

  1. Post muito bom, parabéns.
    Gostei mesmo de Coração de Tinta, fiquei loujca quando vi esse filme, mas ainda não li o livro :/

    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado Rachel Teixeira! Olha, vale muito a pena ver filme do Coração de Tinta sim, mas recomendo ler o livro primeiro. Não adianta o quanto o filme é bom, o livro é sempre melhor que o filme hehehehehe.
    Beijos

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Mundo Mágico dos Livros!