Resenha: Dewey - um gato entre livros

Páginas: 272
Editora: Globo
Compre aqui
Mais informações


Sinopse:
“Dewey – um gato entre livros” é uma história real. E, por ser real, é tão comovente. Como pode um simples gatinho mudar a vida de toda uma cidade? Quem tem um gato em casa certamente não vai se surpreender. Quem não tem vai descobrir que, se os cachorros são brincalhões e animados, os gatos são carinhosos e companheiros. Foi assim que Dewey, um filhote abandonado e adotado por uma bibliotecária, tornou-se o mascote da cidade de Spencer, nos Estados Unidos. Seu jeito de caminhar por entre os livros encantava adultos e crianças. Dono de um apurado sexto sentido, sabia escolher em que colo dormir todas as tardes – sempre de quem estava precisando de um carinho. Dewey virou um símbolo de amor e amizade para todos que frequentavam o local e, aos poucos, foi conquistando o país. À medida que sua fama se espalhava, Dewey se tornou um motivo de orgulho para Spencer e incentivou sua população a superar a maior crise econômica enfrentada na região em toda a sua história.


Resenha: 
  Dewey Readmore Books teve um começo difícil. Abandonado na caixa de coleta da biblioteca pública de Spencer, uma cidade pequena do interior dos Estados Unidos, estava quase morto de frio e de fome quando foi encontrado. A diretora da biblioteca, Vicki, imediatamente estabeleceu uma ligação com o gatinho e decidiu cuidar dele até que soubessem o que fazer. 
  Depois de contornar a resistência de alguns membros do conselho e de parte da população local, que não achava uma boa ideia manter um gato numa biblioteca, Vicki conseguiu que Dewey ficasse por ali. Aos poucos, ele foi conquistando os funcionários e frequentadores e passou a fazer a diferença na vida de muitas pessoas. Ele adotou a biblioteca como sua casa e assumiu como sua função dar um pouco de carinho e conforto para todos ao seu redor que fossem receptivos. Dewey sempre sabia quem estava precisando de atenção e carinho e sua presença acabou ajudando a cidade a enfrentar uma grande crise econômica e a seguir em frente. 


  Junto com a história de Dewey, conhecemos também muito da história de Spencer e da vida de Vicki, de sua família e de outras pessoas próximas ao gato. Para alguns, os trechos sobre a história da cidade podem ser a parte entediante do livro. Mas a forma como todos esses lados vão se entrelaçando é muito interessante. No final, todos convergem a um mesmo ponto: a importância de Dewey na vida de todos aqueles que conviveram com ele e a forma como ele mudou a história de uma cidade. 


  Um fato sobre o livro: Dewey é irresistível. É impossível não se apaixonar por um gato tão fofo e dedicado, não rir com suas travessuras e não se emocionar em vários momentos. A paixão já começa na capa, uma foto linda de Dewey fazendo pose para a câmera, olhando diretamente para ela. Mas o livro não é apenas uma história sobre um gato bonitinho. É sobre superar obstáculos, enfrentar adversidades e seguir com dignidade, fazendo bem feito aquilo que você decidiu fazer da vida, não importa o que aconteça. 




Um comentário:

  1. Nunca li nenhum livro parecido com esse, mas me interessei bastante. Acho que iria adorar.
    Excelente resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho

    ResponderExcluir

Bem-vindos ao Mundo Mágico dos Livros!